WE - Psicologia e Psiquiatria

Autor (a): Johson, Robert

Este trabalho é uma interpretação jungiana do mito de Tristão e Isolda, enfocando os seus símbolos como fontes de compreensão psicológica. Não pretende ser um estudo erudito do mito como literatura, portanto evitei referências de rodapé no texto, ...

Ver mais

Sobre o livro
Descrição

Este trabalho é uma interpretação jungiana do mito de Tristão e Isolda, enfocando os seus símbolos como fontes de compreensão psicológica. Não pretende ser um estudo erudito do mito como literatura, portanto evitei referências de rodapé no texto, para que a narrativa e o comentário possam fluir mais facilmente. Os especialistas e apreciadores da literatura medieval já conhecerão as fontes do assunto, e as outras pessoas seriam apenas desviadas do objetivo real do livro por um pretexto de documentação erudita.       Alguns leitores talvez queiram ler o mito na íntegra antes de retornar ao meu comentário contido nos capítulos que se seguem a cada parte narrativa. Adaptei o mito principalmente da famosa compilação de Bédier do início do século, traduzida para o inglês por Hilaire Belloc e Paul Rosenfeld. Por necessidade, condensei o material mas, em muitos trechos onde uma condensação teria roubado energia e força da história, citei, tanto o diálogo como a narrativa, diretamente da brilhante tradução de Belloc e Rosenfeld. (Tais citações estão grifadas.) Afastei-me da versão do mito de Monsieur Bédier apenas em um detalhe significativo: o período de três anos, durante os quais a poção de amor exerce o seu poder mágico sobre os amantes, foi extraído de Béroul, o primeiro poeta a narrar a história de Tristão. Sinto que a versão de Béroul está mais próxima, por assim dizer, do solo arquetípico do qual o mito brotou.



Detalhes

Ano: 1987
Idioma: Português
Gênero: Psicologia e Psiquiatria
Autor: Johson, Robert
Baixar em PDF

MAIS BAIXADOS - TOP 10